terça-feira, 6 de novembro de 2007

POESIA

(vista da casa da maria emília)

Porto, 2007.11.06



NÃO TIVE UMA VIDA FALHADA


Tracei um rumo e percorri esse caminho!...
Foi assim que quis fazer e não mais nada...
Ultrapassei todos os obstáculos sozinho...
Mas penso que foi uma vida equilibrada!....

Não me arrependo de nada ... nem adianta!..
O que vale é a honra ... e essa indomável
Vontade de viver com liberdade tanta...
Que nos torne a vida numa coisa adorável!...

Chego ao fim e trago na boca um sorriso
Que quero me acompanhe até ao dia do juízo...
É o que me interessa na última caminhada...

A vida.. está feita .. e por agora é tudo!...
De resto nem vejo, nem ouço e até sou mudo
E apesar de tudo não tive uma vida falhada





João Brito Sousa

Sem comentários:

Publicar um comentário