quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

UM AMIGO ESPECIAL

(paisagem alentejanana)
REINALDO SOUSA, a quem devo um euro.

Quando nos encontramos é uma festa pegada. Gosto de conversar com o REINALDO TARRETA. É um homem que se fez a si próprio e que entrou bem na vida. E ganhou a aposta. Tenho toda a consideração por ele.

Encontramo-nos por aí as vezes em almoços com amigos comuns, Vieguinhas, João Mocho e Companhia e tenho sempre deste homem, um sorriso aberto e um aperto de mãos à minha espera.

O ponto alto da nossa conversa é quando recorda o PAI, que admirou muito e considera uma grande injustiça ter sido levado tão cedo para a outra margem da vida. Tinha quarenta e dois anos, diz... e uma lágrima teimosa vem.. e abraçamo-nos.

Tivemos juntos no casamento do filho do Dr. António Viegas de Pechão, e aí falou-me do filho, o engº Rui, que por sua vez é amigo do meu amigo Engº João Filipe de ALBUFEIRA.

Foi ao Reinaldo, a quem eu disse há tempos, que tinha acabado de conhecer uma pessoa extraordinária, o sobrinho Engº aero espacial João Paulo Sousa. E ele, lá do seu canto, com aquele sorriso sereno e acolhedor deixou sair estas palavras... o meu amigo Paulinho..

Parabéns ao João Paulo por ter um tio assim O Reinaldo é dos nossos. E quero o Reinaldo na minha mesa...

Sempre..

João Brito Sousa

DECLARAÇÃO DE DÍVIDA

Eram onze horas da manhã e em boa hora
Apareceste ao pé de mim com dinheiro na mão
Eu disse-te é pá quero pagar o parque agora
Mas trocados não tenho aqui nem um tostão

E tu velho amigo logo te disponibilizaste
Para me emprestar o euro com que o paguei
E no Aliança para onde fomos não deixaste
Que eu pagasse a bica que contigo tomei.

Meu amigo, lembro-me muitas vezes de ti
E penso que em breve estaremos juntos aí
Sabes que eu não esqueço a velha malta

Para mim é importante a tua boa amizade
Porque tu és uma pessoa de qualidade
E é de pessoas assim que o Mundo tem falta.

João Brito Sousa

Sem comentários:

Publicar um comentário