quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

A CIDADE DE FARO


O NOME DA CIDADE DE FARO


O primitivo nome OSSÓNOBA deriva da expressão fenícia OSSON ÊBÁ, armazém no sapal, e reporta-se ao período em que é estabelecido um entreposto comercial no morro da Sé, ou seja, por volta do séc. VIII aC

Durante o período romano desenvolveu-se na cidade uma importante comunidade cristã ligada ao culto de Santa Maria. A designação de SANTA MARIA DE OSSÓNOBA surge no séc. V com a conquista visigoda e como resultado da cristianização da cidade.

O nome OSSÓNOBA prevaleceu no início da ocupação árabe, referindo-se tanto à cidade como à região, podendo transcrever-se de três formas distintas: UKXUNBA, UKXUNUBA e UKXUNYA.

Durante as revoltas moçárabes do séc. IX, o termo OSSÓNOBA desaparece, prevalecendo o de SANTA MARIA ou SANTA MARIA DO OCIDENTE, em oposição a Santa Maria do Oriente, junto a Valência. .

Após o governo de Said Ibn Harun na Taifa de Santa Maria, no século XI, a cidade passa a designar-se SANTA MARIA IBN HARUN.

Ainda antes da conquista da cidade por D. Afonso III, várias designações lhe são atribuídas por Cruzadas que se dirigiam à Palestina SANCTA MARIA DE HAYRUN, SANCTA MARIAM DE PHARUN, SANCTA MARIA DE FARUN, HIRIN, HAIRUN, PHARUN, FARUN..

No séc. XIII os portugueses designam a cidade por SANCTA MARIA DE FAARON ou SANCTA MARIA DE FAARAN.

Nos séculos XIV a XVII o nome da cidade evoluiu para FAROM, FAROO e FARÃO.

Finalmente, no séc. XVIII a cidade adquire o seu nome actual- FARO.


João Brito Sousa

Sem comentários:

Publicar um comentário