sexta-feira, 25 de abril de 2008

A FAMÍLIA DOS SERRENHOS NOS BRACIAIS


BRACIAIS; A FAMÍLIA DOS SERENHOS.

A família dos Serrenhos é uma das famílias mais importantes dos Braciais.

Depois há os Carregas, o Ti Carrega e a D.Felicidade, que são os pais do Joaquim - que está na Austrália, casado com a Maria Teresa e pai do Paulo Jorge – e da Felisbela, que tinha uma filha, a Natércia, professora, falecida recentemente..

Mas penso que os Serrenhos eram os maiores, mesmo tendo em conta a família dos Britos, Bárbara Brito dos Braciais casada com e Sebastião Rodrigues das Pontes de Marchil, com três filhos: Dr. Carlos Alberto Rodrigues, Engº José Manuel Rodrigues e Engº António José Rodrigues.

Oportunamente falaremos destes.

O António Serrenho morava nas traseiras da casa do meu avô. Não conheci a esposa dele, ou seja, a mãe do Tótoi e do Rui. O que conheci foi a presença lá em casa da D. Arminda, de quem o António teve uma filha de nome Ludovina.

Os Serrenhos eram três: o Manuel, o mais velho, o António e o Bento. Este casou com uma prima minha, a Carminha Brito. Parece que foi ele e o Manuel que estiveram em Angola onde fizeram fortuna.. Todos eles tinham grande jeito para o comércio. O Bento começou na venda do Zé Manelinho, antes deste e tinha como empregado o Luís Gatinhas, casado com a Violante filha do Inácio Moreno, que era parente não sei como.. Lembro-me de lá ir comprar coisas para a escola, como pedras de ardósia para fazer as contas e um lápis..

O Bento e não sei se o Manuel também, tinha uma grande empresa de estradas em ANGOLA, onde trabalhou o Américo do Vale aí do Patacão. Disseram-me que reside agora em Beja.

João Brito Sousa

Sem comentários:

Publicar um comentário