segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

OBAMA; O NOVO PRESIDENTE


CRONICA DE WASHINGTON
Por Diogo Costa e Sousa

As palavras pesam, valem o que valem mas sempre com peso.No merceeiro, no nosso mecânico, no dia a dia a palavra tem peso! As pessoas avaliam os seus semelhantes pelas palavras primeiro.

Os actos vem depois, precisam de tempo;- a palavra não, ela e' pesada instantaneamente por quem a ouve...vale o que vale, tem o efeito desejado por quem a prenunciou. Se for na execução de um negócio, ela e' selada com um aperto de mão de cavalheiros, passada ao papel e, tem o seu peso!...se for proferida por um médico, ela tem o condão de aliviar tem o peso do alivio quase instantâneo do sofrimento.

Porque não pesam as palavras dos políticos? Ou porque pesam pouco? São desguarnecidas de conteúdo? Eu diria que sim, são ocas, principalmente se forem proferidas em campanha eleitoral...e, um político esta sempre em campanha!.....

O meceãnico Obama ,o desejado, ainda não tomou posse e já entrou em campanha para as próximas presidenciais que só são daqui a quatro anos...senão vejamos o seu discurso de ontem....Já prevê que não vai poder fazer tudo o prometido num só' mandato ! ! ! mas quem não viu isso? Só quem não quiser ver!.. Não só num só' mandato como a maior parte do seu programa eleitoral e' utopia pura...palavras sem peso.

Com um abraço para ti.
DCS

MEU COMENTÁRIO

Um bom texto e estou totalmente de acordo. Já disse o mesmo qaundo referi que OBAMA disse que ia fechar GUANTANAMO e agora já não pode.

ab.
JBS

Sem comentários:

Publicar um comentário