quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

ASSIM... O FCPORTO GANHA E JORGE DE JESUS APLAUDE

OPINIÃO
(texto retirado do bloge

http://cfbelenenses.blogspot.com/ (procurar em 2007.11.02)



A PROPÓSITO AINDA DO BENFICA 1 - BRAGA 0

À atenção do senhor Jorge de Jesus, treinador do S.C.Braga




Antes , durante e depois do jogo com o Benfica, em que perdeu com um golo marcado em fora de jogo mas validado, o senhor Jorge de Jesus disse que em vinte anos de treinador nunca tinha visto nada assim, melhor, arbitragem assim.


Penso não ser verdade o que diz Jorge de Jesus, pois em novembro de 2007, o Belém empatou no Dragão, com o FCPORTO a marcar de forma irregular, com o treinador Jorge de Jesus a reconhecer a ilegalidade do golo e considerar o resultado justo.


Afinal como é senhor Jorge de JESUS?



O texto que egueé retirado Blogue CFBelenenses



"O Belenenses de Jorge Jesus, finalmente conseguiu um resultado positivo fora de portas, no terreno do campeão actual e até então, 100% vitorioso.Este resultado, foi fruto de um posicionamento correcto da equipa sobre o campo de jogo, com todos os jogadores com uma missão bem estruturada e com uma dinâmica de jogo forte, com base no preenchimento dos espaços e encurtamento dos mesmos na zona da bola.

Este Belenenses, que vinha de uma exibição menos conseguida em casa, repetiu desta vez os bons jogos efectuados contra o Bayern, Atalanta e Real Madrid. Nestes encontros, o Belenenses mostra-se com um futebol adulto e muito complicado para o adversário.Podia ser mais ainda complicado para o Porto, se os nossos avançados não fossem tão perdulários. A esta equipa, que Jorge Jesus está a criar, falta-lhe essencialmente mais calma no controlo da bola em zonas de ataque e é por demais evidente que nos falta um homem golo, um finalizador!

Este jogo, aqui realizado na minha Cidade do Porto, foi bastante complicado por dois motivos principais, a equipa do Porto que é fortíssima e está muito moralizada e a juntar a isto e como sempre, tivemos de jogar contra 14, pois estivemos hoje novamente perante uma arbitragem lastimável, vergonhosa, escandalosa!!!

Fora de jogo inacreditável! Impossível não ver!!!

O golo do Porto, foi talvez o golo em fora de jogo, mais escandaloso da história do futebol Português. Um erro incrível, uma falha imperdoável, que nos tirou a hipótese de ganhar o desafio e condicionou o jogo desde então.

O jogo começou com um Belenenses a jogar em todo o campo, respondendo ao jogo da equipa, que por natureza era a que tinha as responsabilidades de assumir o comando das operações. Jogo repartido, com ligeiro ascendente, domínio aparente depois dos 15/20 minutos por parte do Porto, mas sem oportunidades de golo.

Por outro lado, o Belenenses conforme a estatística mostrada ao intervalo, teve mais ataques, mais remates com perigo.Mas a verdade é que fomos para intervalo a perder, devido aquele lance de fora de jogo que deve envergonhar e que vem novamente manchar e cobrir o futebol português, com um manto de suspeição, compadrio insuportável. A protecção aos 3 do costume, é uma vergonha nacional! E toda a comunicação social é responsável por encobrir estes lances, apenas falar deles de uma forma leviana e mas quando se trata de algo em que os "seus 3 clubes" supostamente são penalizados, fazem disso, agora sim, manchetes de 1ª página e assunto para um ano! O jornalismo desportivo, não existe em Portugal.

José Pedro vai marcar, com atitude e classe!

É impossível o fiscal de linha não ter assinalado fora de jogo, no lance que deu origem a este golo falso como o Judas, e foi assim que o nosso adversário chegou à vantagem, mau de mais para ser verdade!

Grande Zé Pedro!

No 2º tempo, o Belém entra determinado, e após algumas jogadas de perigo, mas sem finalização ou com péssima finalização, surge o nosso golo do empate, fruto de uma jogada individual de Roncatto, que puxou do seu orgulho e qualidade futebolista e após jogada brilhante assiste o nosso "mágico" José Pedro, que com classe, ultrapassa um adversário e de pronto com determinação fez um golo à saída de Helton.

Um golo de qualidade, novamente marcado por um médio ofensivo, no entanto com interferência da nossa linha avançada, o que é já uma evolução da equipa.Curiosamente os nossos avançados, até sabem segurar a bola, dominar o esférico, têm velocidade, desmarcam-se bem, mas continuam a mostrar uma capacidade de finalização confrangedora, por vezes desesperante.A equipa está a evoluir em todos os aspectos, tem tudo para continuar sem perder, precisa de manter a concentração e a sua capacidade competitiva ao seu maior nível. Só assim estes jogadores podem levar e chegar às vitórias que tanto ansiámos e merecemos!Voltando ao jogo, naturalmente o Porto de orgulho ferido forçou o andamento do mesmo, a 2ª parte teve um ritmo competitivo forte, mas o perigo para a nossa baliza apenas surgia de livres de canto ou de perdas de bola infantis a meio-campo.

Com a ajuda dos 3 dos costume, as faltas e cartões amarelos surgiram em catadupa contra o Belenenses, com critérios desiguais, ou seja o jogo a ser arbitrado de forma habilidosa, empurrando sem necessidade, uma equipa que tem valor suficiente para nos ganhar e que não precisa de Paulinhos Baptistas, que estão a mais no futebol e que só prejudicam o espectáculo!O jogo foi emotivo até ao final, com os jogadores do Belenenses a lutarem com todas as suas forças, mostrando espírito de sacrifício, qualidade técnica e táctica.

Quando acabou o jogo, senti que devíamos ter ganho, pois fomos a única equipa que marcou um golo limpinho! Como sabemos, no futebol ganha quem marca, a eficácia é que é premiada, e nós marcamos um golo e ao Porto ofereceram-lhe um. Sem jogos viciados a vitória teria sido nossa.

Análise individual da equipa:Costinha – Com pouco trabalho, apenas em cantos teve que fazer, mostrou-se muito irregular, no lance do golo falso do Porto, talvez traído ou por estar incrédulo com o que estava a acontecer, pareceu que não fez tudo. O Belenenses sempre teve guarda-redes de grande categoria, neste momento não tem. Apenas um guarda-redes suficiente.Cândido Costa – Como nos habituou, sempre muito bem posicionado, joga com determinação, experiência e deixou o Quaresma desesperado, levando este a simular penalidades e a cometer faltas para vermelho directo.
Tivemos um grande defesa direito, neste jogo.Rolando – Subiu bem nos cantos, teve dois remates com algum perigo, esteve certo, sem falhas, Mostrou qualidade como sempre nos grandes jogos. Hugo Alcântara – Discreto, mas sempre muito eficiente, limpou a área, boa exibição.Rodrigo Alvim – Mais outra bela actuação, seguro na defesa, fecha bem o seu corredor e sempre que possível ajuda no ataque. Esta época tem estado discreto, nós queremos o Alvim mais rematador!Gavilan – Esteve na origem do lance que originou o golo falso do Porto, com fintas sucessivas na frente da nossa área e depois concluiu a sua jogada, já muito pressionado, com um passe à queima para o Rúben Amorim. No 2º tempo teve outro lance parecido, que provocou um calafrio na nossa defesa.
Julgo que se trata ainda de um choque de culturas, entre o futebol pausado da américa latina e o nosso futebol de velocidade e muita marcação. No resto do jogo, esteve muito lutador, incansável, foi uma peça importante é um bom reforço. Tem tudo para evoluir e tornar-se num jogador de top.Rúben Amorim – Um jogo um pouco abaixo do habitual, já é um jogador de quem esperamos mais qualidade nas suas acções, mas esteve como sempre batalhador, lutou até ao fim com garra e determinação, mas só teve um ou outro apontamento da classe que possui. Para um jogador, que dar um salto na sua carreira (estrangeiro, penso eu de que, só pode!), o futebol apresentado ficou aquém, mas como referi foi importante no colectivo.José Pedro – O Homem mais do nosso jogo, bravo, cheio de determinação, com eficácia na hora de finalizar e como sempre, deixou o seu perfume de classe principalmente no belo golo que marcou! Temos de volta o nosso Zé!Silas –
Fez uma primeira parte de bom nível, com boas arrancadas e esteve seguro quando da posse da bola. Leu bem o jogo e os tempos do jogo, foram bem aproveitados pela sua experiência. Julgo que saiu nos instantes iniciais do 2º tempo, pela mesma lesão que o fez sair no último jogo.Roncatto – Finalmente tivemos um bocadinho da qualidade do verdadeiro Roncatto, rematador, embora ainda com pouco acerto e algo lento na hora de remate, mas teve um lance genial com a assistência para golo do empate. Saiu minutos depois de ter sofrido uma falta grave, lesionado.

Esperemos que seja o arranque para um bom campeonato a exibição de hoje!Weldon – Jogador muito importante no nosso ataque, com boas desmarcações, deu bastante luta à defesa adversária, muitas vezes de forma solitária, algumas jogadas de bom nível, mas com um se não muito grande, a finalização ou último passe que continua desastrado. Certamente, com mais trabalho neste capítulo, terá todas as possibilidades de se tornar um jogador importante na nossa equipa.

Evandro Paulista – Entrou para o lugar do lesionado Silas, é o nosso selvagem como o apelidou o nosso treinador, e eu digo que continua ainda muito selvagem, embora tenha características interessantes, como a velocidade, a capacidade de luta e alguma técnica, mas é atraiçoado nas suas exibições, pela sua inexperiência, ainda muito marcada, chega a ser ingénuo como aborda certos lances. Tem tudo para crescer!Rafael Bastos – Entrou a substituir o lesionado Roncatto. Reconheço que no momento a faltarem 15 minutos para o final, é difícil entrar no jogo, quanto mais um jogador sem experiência na Europa e com falta de ritmo competitivo. Erros naturais de quem ainda não se ambientou, é preciso tolerância e paciência com todos estes jovens do Belenenses.
João Paulo Oliveira – O homem da “cabeleira”, entrou já na fase de descontos para o lugar de Weldon, extenuado. Tratou-se de uma substituição, para quebrar o ritmo do Porto e para perder tempo, e foi assim sem tempo suficiente para mostrar alguma coisa, que actuou até ao final do Jogo. Merece mais, este jovem.

Jorge Jesus – Parabéns pelo resultado, finalmente conseguiu pontuar num campo difícil e com todo o mérito. Existe qualidade no seu trabalho, isso é visível, para isso basta entender o jogo e ver o Belenenses a jogar.Arbitragem – Só posso dizer que teve uma dualidade gritante na amostragem dos cartões amarelos, poupou o Quaresma a uma expulsão directa, apitou sempre no sentido contra o Belém e teve um erro imperdoável, o juiz de linha, que devia estar ainda a olhar para os aviões de papel. Que foi a validação do golo do Porto!Não foi o autor desse recorde do Guiness, mas fica marcado como o autor do maior erro, jamais visto num campo de futebol, no que diz respeito à lei do fora de jogo. A suspeição ao rubro!Mas volto a repetir, o resultado final, empate a uma bola, até podia dizer que foi justo, pelo futebol que ambas equipas produziram, mas futebol não é justiça, é eficácia e nesse aspecto nós marcamos um golo limpo e o Porto não! Logo o resultado justo, devia ser a nossa vitória!

Obrigado rapazes, assim é um orgulho “Ser Belenenses”!!!
Viva "Os Belenenses"!
Etiquetas:
# posted by Miguel Amaral @ 01:24
e-mail
postCount('3410596293141929276');
Golo do Belenenses: (0)


Opinião dos intervenientes:

-"Jorge Jesus: «Com atrevimento talvez chegássemos à vitória, mas o resultado é justo»Jorge Jesus foi elogioso para com a equipa do F.C.Porto, numa prestação dos campeões nacionais que, na sua opinião, só acrescentou valor ao resultado obtido. Jesus afirmou que o Porto é a melhor equipa nacional, mas acredita que se o Belenenses tivesse um pouco mais de atrevimento talvez o resultado tivesse sido diferente. Ainda assim, considerou-o justo e o ponto conquistado soube melhor do que habitualmente.«Claro que é um bom resultado. Um ponto no Dragão é sempre positivo, ainda mais quando o Porto vem a atravessar um momento vitorioso. É, na minha opinião, a melhor equipa nacional, com melhores valores individuais e tacticamente criativa. Mas hoje o Belenenses soube reduzir os passes, uma fase muito importante do jogo de futebol. A lesão do Lucho facilitou-nos o trabalho porque ele é, para mim, um dos melhores números oito do mundo.
Na primeira parte estivemos a perder sem que nada o justificasse. Ao intervalo disse aos meus jogadores que se eles nunca tinham ganho no Porto, eu já o tinha feito como jogador e hoje era uma boa oportunidade para o fazermos. Depois de chegarmos ao empate, se tivéssemos sido mais atrevidos talvez chegássemos à vitória, mas também não era justo. A divisão de pontos é o mais justo. As vitórias têm um sabor especial e embora tenha sido um empate, um ponto aqui é muito mais valorizado do que em outro campo qualquer».-

"Costinha (Belenenses): «Queríamos os três pontos, mas empatar no Dragão já é muito bom»Costinha, guarda-redes do Belenenses, em declarações no final do empate no Dragão, com o F.C. Porto, que significou o primeiro tropeção dos azuis e brancos na Liga:«Empatar no Dragão este ano não tem sido fácil para ninguém. Trabalhámos sempre para conseguir um bom resultado, fizemos um excelente jogo, jogámos com uma grande equipa, mas pela forma como nós próprios nos exibimos, é lógico que ficamos satisfeitos. Queríamos os três pontos, mas conseguir um ponto no Dragão já é muito bom. Cada jogo tem a sua história, o próximo jogo não vai ser igual a este e é claro que no Dragão jogámos de uma maneira diferente. Acho que os próprios adversários já têm maior respeito pelo Belenenses. Como foi o golo que sofri? Não estava à espera daquela bola. Já me disseram que foi em fora-de-jogo, não sei, não vi, sei que a bola passou-me perto, tentei chegar-lhe com o pé, mas não consegui».

- " Zé Pedro: «A equipa vai crescer e vamos fazer uma boa prestação esta época»Zé Pedro, jogador do Belenenses que marcou o golo do Belenenses que deu a igualdade frente ao F.C. Porto, em declarações na «flash-interview» da Sport Tv:«Estivemos bem na primeira parte apesar de sairmos para o intervalo a perder. Entrámos bem na segunda parte e conseguimos a igualdade. Fizemos um grande jogo e estamos de parabéns. Demos uma grande resposta perante uma grande equipa e neste estádio. Ainda estamos no início, há rapaziada nova, jogadores que não são portugueses. Vamos continuar a ajudá-los. A equipa vai crescer e vamos fazer uma boa prestação esta época.»
FC Porto 1-1 Belenenses
Liga B&Win, 9ª jornadaEstádio: do Dragão, no PortoÁrbitro: Paulo Baptista, AF PortalegreF.C.Porto: Helton; Fucile, Stepanov, Bruno Alves e Cech; Paulo Assunção, Raul Meireles e Lucho González (leandro Lima aos 11´e Tarik Sektioui aos 60´); Lisandro Lopez, Postiga (Adriano aos 80´) e Quaresma.Suplentes: Nuno, Pedro Emanuel, Lino, Tarik, Bolatti, Leandro Lima e Adriano.Belenenses: Costinha; Cândido Costa, Rolando, Hugo Alcântara e Rodrigo Alvim; Gabriel Gomez, Ruben Amorim, Silas(Evandro aos 47´) e Zé Pedro; Roncatto(Rafael Bastos aos 77´) e Weldon (João Paulo aos 90´).Suplentes: Marco, Areias, João Paulo, Hugo Leal, Rafael Bastos, Evandro Paulista, Gonçalo Brandão.Marcha do Marcador: 1-0 aos 21´ por Postiga, 1-1 aos 50´por Zé PedroAmarelos: 26´Rolando; 44´Gavillan; 46´Silas; 57´Rodrigo Alvim; 63´Tarik; 85´Weldon; 89´ Quaresma; 90´Costinha

Etiquetas:

# posted by Luis Lacerda @ 01:00
e-mail
postCount('1757081913461656928');
Golo do Belenenses: (0)

Sexta-feira, Novembro 02, 2007

Jorge Jesus : Derrotar os invencíveis

- " Para Jorge Jesus não há dúvidas que o Belenenses pode ir hoje ao Estádio do Dragão e travar o FC Porto, que soma por vitórias todas as partidas na Liga até ao momento. "Acredito que podemos quebrar a invencibilidade do FC Porto, não há outra maneira de pensar. Acreditamos no nosso valor, que temos uma equipa para chegar lá e jogar a um nível alto, como já fizemos este ano em Munique [com o Bayern] e com o Real Madrid", afirma o técnico.Segundo Jorge Jesus, "o FC Porto atravessa um momento bom, só com vitórias e é uma equipa criativa, tanto no aspecto técnico como no táctico", acrescentando que "há uma grande dinâmica no sistema" dos portistas. Mas o treinador refere que tudo é possível, desde que a lição tenha sido bem estudada pelo Belenenses.
"Estamos preparados e, se fizermos um bom reconhecimento dos aspectos onde o FC Porto é mais forte, podemos dividir o jogo e equilibrá-lo. Temos a sensação que podemos fazer um grande jogo e quebrar a invencibilidade do FC Porto", reforça.Sobre quais as eventuais lacunas do FC Porto, Jorge Jesus admite que esta "não é uma equipa perfeita". No entanto alerta para a importância da fase inicial do jogo. "O FC Porto pressiona nos primeiros 15 minutos e tenta marcar um golo que lhes dê tranquilidade para o resto do jogo. Sabemos que vão fazer pressão alta de início e estamos preparados. O FC Porto tem alguns defeitos, como todas as equipas têm.
Como colocam muitos jogadores à frente da linha da bola, terão de correr riscos e procuraremos esses espaços, explica.- " Hugo Leal de voltaO médio Hugo Leal foi chamado por Jorge Jesus para o jogo com o FC Porto, após longa paragem de mais de dois meses. O atleta que, recorde-se, já representou os portistas, não joga desde a segunda jornada, em casa frente ao Braga. O jogo foi de má memória para os azuis do Restelo visto que, para além da derrota caseira por 0-2, ficaram sem Hugo Leal, que se lesionou a meio da partida contra aquela que também é uma ex-equipa. Nesta altura, e sem ritmo, o médio muito dificilmente entrará no onze mas pode ser opção para a segunda fase do jogo.Mas a lista de 19 convocados ontem revelada trouxe mais um par de novidades.
O lateral-direito Amaral e o extremo Mendonça, que entraram no onze contra a Académica, nem foram incluídos na convocatória e, em campo, deverão ver as suas vagas ser ocupadas pelos habituais titulares Cândido Costa e Rúben Amorim. Recorde-se que as exibições de Amaral e Mendonça frente aos estudantes deixaram muito a desejar e estas opções de Jesus não representam surpresa de maior. Devic e Fernando também ficaram de fora da lista.- " Antes da viagem: Belém à porta fechadaO plantel do Belenenses trabalhou ontem de manhã no Restelo à porta fechada, naquela que foi a derradeira sessão antes da ida para o Porto. O grupo almoçou ainda nas instalações do clube tendo os 19 convocados e equipa técnica rumado ao Norte logo de seguida.-
"Homenagem: Flores para pavãoÉ uma tradição que se cumpre sempre que o Belenenses visita o FC Porto: será depositada uma coroa de flores para homenagear Pavão. Em Lisboa, os portistas costumam retribuir a gentileza, fazendo o mesmo, homenageando Pepe.- " A táctica: Manter o hábito4x4x2 Aparentemente, Jorge Jesus irá mostrar no Dragão um esquema táctico similar ao que tem utilizado nos tempos mais recentes. Ou seja, um 4x4x2 compacto a meio-campo, onde se privilegia a coesão defensiva e o ataque apoiado. Em ocasiões anteriores, o técnico do Belenenses já mostrou um esquema mais cauteloso, com três centrais e dois laterais; mas, desta vez, tudo aponta para que não insista nessa estratégia, menos rotinada que a habitual. Adivinha-se um Belenenses aguerrido e à procura de

um resultado positivo.

recolha de
JBS

Sem comentários:

Publicar um comentário