quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

AFINAL... COMO É?....

OPINIÃO



TERÃO LIDO AQUILINO?.....

O Engº Mesquita Machado é Presidente da Câmara Municipal de Braga, Presidente da Assembleia Geral da Federação Portuguesa de Futebol e nessa condição criticou em declarações a diversos órgãos de comunicação social a arbitragem de Paulo Baptista no jogo entre o Benfica e o Braga (1-0), de ontem, pondo inclusive em causa não só a forma como foi escolhido o árbitro como também a sua actuação durante o encontro. “O que se passou foi um assalto à mão armada, um roubo, e os roubos têm que ser investigados... Os erros de Paulo Baptista foram premeditados... Eu soube na sexta-feira que o árbitro escolhido inicialmente para arbitrar o encontro tinha sido mudado... Houve influências exteriores para que fosse Paulo Baptista... O Braga tem toda a razão para ir para os Tribunais...”, disse em síntese Mesquita Machado

António Salvador é Presidente da Sociedade Anónima Desportiva do Sporting Clube Braga e em relação ao mesmo jogo terá dito, que, o senhor Paulo Baptista vai ficar na História como o Inocêncio Calabote o século XXI. E que o que se passou no Estádio da Luz foi um roubo. O Benfica marcou um golo fora de jogo, não foram validados dois penaltys a favor do Braga e foi assinalado um inexistente a favor do Benfica. Não tenho problemas se a Liga me multar. Porque estou de forma desinteressada no futebol e a tentar contribuir para a credibilização do futebol português.

Acho muito estranho estes comportamentos por não serem muito usuais

Em “O GALANTE SÉCULO XVIII”, Mestre Aquilino Ribeiro, refere que “para se ser nobre não basta sê-lo de nascimento; é mister prová-lo com obras” e os espanhóis professam o mesmo sentimento, “No es señor quien señor nasce, pero quien lo sabe ser”

E continua, “uma das loucuras hoje em voga é a mania de reinvindicar, parecendo que nisso consiste o único motivo de distinção entre os homens.

Ora o Engº Mesquita Machado e António Salvador, não só reivindicaram como também insinuaram, pelo que não poderão ser pessoas de bem e deverão esclarecer o que sabem.

São de enorme gravidade as declarações destes dois senhores dirigentes e ainda do treinador Jorge de Jesus, que num jogo no Estádio do Restelo, foi, ao que parece, espliado, com um golo fora de jogo sancionado a favor do F.C.Porto e foi para a imprensa dizer que o resultado foi justo. ( vidé blogue http://eternobenfica.blogspot.com/ em post colocado no dia 12 .01.2009)

Homens como o Eng Mesquita Machado, senhor António Salvador, se não for provado o que dizem, deviam ser afastados do futebol.


texto

JBS

Sem comentários:

Publicar um comentário