terça-feira, 28 de dezembro de 2010

GRANDES INVESTIMENTOS

RETIRADO DO REGIÃO SUL


2011: Grandes investimentos ?!...
Em 2010 um dos maiores projectos de investimento para o Algarve, ganhou luz verde com a Câmara de Loulé ao assinar o
protocolo com os representantes da cadeia sueca IKEA, após ter sido aprovada a elaboração do Plano de Urbanização para a
zona de Caliços, viabilizando este investimento.
O secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, Fernando Serrasqueiro, deixou implícito no dia da
assinatura deste protocolo, em 2 de Dezembro, que a concorrente Auchan não deveria avançar com o seu projecto denominado
«Allegro Algarve», previsto para a Zona Industrial de Loulé.
Mas, o Região Sul não ficou convencido e foi averiguar se esta declaração de Fernando Serrasqueiro estaria bem fundamentada.
E, o que de facto se apurou é outra realidade. Não só o projecto concorrente da Immochan / Enolainvest se mantém vivo, como
há também alguma evolução, tendo-se conseguido comprovar que o processo de investimento - que se suporta maioritarimente
em capitais de empresários algarvios - terá sido iniciado em Outubro de 2005, primeiramente através de reuniões com a autarquia
de Loulé para aferir da sua viabilidade e depois com a CCDR do Algarve (em Maio de 2007) para obtenção dos respectivos
pareceres, iniciando também as negociações com a Immochan, concluídas em Dezembro de 2007.
A Enolainvest vinha a público anunciar a intenção de investir 400 milhões de euros num cluster comercial, junto ao nó Loulé-
Centro da Via do Infante, cujo projecto estaria a avançar. Em 2008 era prevista a integração das siglas Immochan e Ikea, neste
mega investimento, mas a situação alterava-se. Em 2009 uma nova empresa (IMO 224, constituída em Novembro de 2008) cujos
accionistas são advogados do escritório PLMJ (Dr. Júdice), iniciava a compra de terrenos na zona próxima do local onde o
Hospital Central do Algarve estava projectado e pouco tempo depois surgia a assinatura na autarquia de Loulé com os
representantes do Ikea. As razões que possam justificar toda esta celeridade, não foram explicadas até hoje!...
Ambos são projectos importantes para o desenvolvimento da região Algarve
Vale a pena recordar que os dois projectos de investimento são importantes, e se desde 2007 que as empresas Enolainvest -
Promoção e Construção, SA e Planco Distribuição SGPS, SA (Grupo Auchan - Immochan) manifestaram junto da autarquia
louletana a sua intenção de investir 400 milhões de euros, num projecto que irá garantir cerca de 4000 postos de trabalho directos
e cerca de 3000 indirectos”, tudo leva a crer que em 2011 este projecto possa finalmente obter também luz verde.
É de salientar que ao longo de 2009 e 2010, a IMMOCHAN e a ENOLAINVEST desenvolveram e continuam a desenvolver,
acções junto das entidades competentes, com vista à aprovação do seu dossier. Assim, não corresponde à verdade que a
Immochan tenha desistido do projecto, como o secretário de Estado avançou em 2 de Dezembro.
Ao Região Sul foi garantido por elementos ligados à Enolainveste que nos últimos dias entrou documentação complementar na
Câmara Municipal de Loulé, nas várias entidades nacionais e regionais, assim como nos vários ministérios que emitem pareceres
sobre este género de investimentos - uma área de construção entre 150.000 e 200.000 metros quadrados, com enquadramento
na zona do futuro Aeródromo de Loulé e muito próximo da Zona Industrial e Comercial de Loulé.
Nesta perspectiva, é muito provável que em 2011 este investimento seja também aprovado nesta zona central da região algarvia.
Apenas um aspecto merece ser considerado - o da concorrência - única regra provavelmente tida em conta para travar um dos
projectos, curiosamente o mais antigo.
JMM / RS
JBS

Sem comentários:

Publicar um comentário