quarta-feira, 5 de novembro de 2008

OBAMA


Obama eleito presidente dos EUA

O democrata Barack Obama foi eleito presidente dos Estados Unidos. A vitória foi anunciada pelas televisões norte-americanas às 4:00 horas de Portugal Continental. Barack Obama torna-se no primeiro presidente negro na história dos EUA.

Com a vitória de Barack Obama, cumpre-se o sonho de Martin Luther King e de todos os que lutaram pelos direitos civis nos Estados Unidos da América.

O senador do Ilinois chega aos 47 anos à chefia da maior economia do mundo, após uma campanha eleitoral onde era considerado o grande favorito para vencer nos Estados ganhos pelo democrata John Kerry em 2004.

A noite eleitoral começou com as primeiras projecções a darem a vitória ao candidato republicano, John McCain, no estado do Kentucky, que elege oito elementos para o Colégio Eleitoral, enquanto Barack Obama, o candidato democrata, vencia no Vermont, que elege três grandes eleitores. Mas a sorte republicana ficou-se por aí.

Daí em diante, os números da grande noite norte-americana passaram a pender rapidamente para o lado democrata. Às 4.20 horas, Obama já possuía uma vantagem de cerca de 2,6 milhões de votos expressos nas urnas e podia já contar com 297 grandes eleitores no Colégio Eleitoral, contra 139 do seu adversário.

Certa é também a maioria conquistada pelos democratas no Senado e no Congresso norte-americano.

Pouco depois de conhecidos os resultados no Ohio e na Pensilvânia, a euforia apoderou-se de milhares de apoiantes de Barack Obama, reunidos num parque em Chicago.

O número de apoiantes de Obama que se deslocou ao parque foi superior ao esperado, situação que obrigou as autoridades locais a desviarem a população para outros locais.

Estas foram as mais participadas eleições presidenciais de sempre, esperando-se que cerca de 130 milhões de norte-americanos tenham corrido às urnas.

O senador do Illinois toma posse a 20 de Janeiro como Presidente dos EUA, 145 anos depois de Abraham Lincoln abolir a escravatura.

Vitórias confirmadas por Estados:


publicação de

João Brito Sousa



Sem comentários:

Publicar um comentário