segunda-feira, 18 de outubro de 2010

VOU FALAR DE LITERATURA NO

joaobritosousa-oescrevedor.blogspot.com/

Aqui falarei de outros assuntos como este poema a um amigo.


POEMA A UM AMIGO


Zeca,
A partir de hoje és o meu grande amigo
O Zeca dos barcos, pode ser?
Não leves a mal esta alcunha
Porque só a um grande artista como tu
Ela se punha
Zeca dos Barcos, o artista de Olhão
Que com a faca, a cortiça e a cola
Faz trabalhos extraordinários
E não fez nem um nem dois
Fez vários
Eu não me esqueço
Que tu és um homem de bem
Sincero, amigo e respeitador
E um homem de muito valor
Por uma questão simplesmente
És amigo de toda a gente
Que te saiba merecer
E tenha saber
Para contigo dialogar
E te saiba respeitar

E eu sei.

João Brito Sousa

Sem comentários:

Publicar um comentário