quinta-feira, 2 de abril de 2009

A ARTE E A CIÊNCIA


A ARTE E A CIÊNCIA

Serão duas áreas que se completam, que se agridem ou que estão de acordo? O filósofo C.P. Snow publicou em 1959 a obra “As duas Culturas” tendo inaugurado o debate sobre o distanciamento progressivo entre as ciências naturais e as chamadas humanidades.
C.P.Snow sugere que essa divisão vem provocando um empobrecimento da visão dos intelectuais contemporâneos, tornando-os ignorantes ou nas ciências naturais ou na cultura humanisticas.

Na segunda parte do livro, “Uma segunda Leitura”, escrita quatro anos depois, o autor estende a sua crítica à divisão do mundo em sociedades hegemónicas e periféricas e às perversas consequências desse processo.

Snow também admite o surgimento de uma "terceira cultura" e reconhece que a divisão entre as humanidades e as ciências naturais pode ganhar ouros contornos em diferentes sociedades.
Por enquanto a terceira cultura não passa ainda de um movimento cultural e refere-se a cientistas que comunicam directamente com um público genérico e que traduzem as suas verdades para as massas, o que se reveste de progresso importante e necessário.
É que muitos dos cientistas que compõem a terceira cultura actual, contribuíram muito para que o público compreenda a vanguarda científica ….

(Continua)


JBS

Sem comentários:

Publicar um comentário